Como um plano para salvar o Museu Nacional fracassou

Informações adicionais

  • Gravata: Na raiz do problema, está um modelo arcaico de governança

Há pouco mais de 20 anos, o empresário Israel Klabin conseguiu um cheque de US$ 80 milhões do Banco Mundial para reformar e modernizar o Museu Nacional.

Um time de voluntários chegou a se formar para trabalhar num pré-projeto de reforma para apresentar ao banco.

“Era uma modernização enorme. E a única condição imposta pelo Banco Mundial para liberar os US$ 80 milhões era que houvesse um modelo de governança moderno, com conselho e participação da sociedade civil”, Klabin disse ao Brazil Journal.

O dinheiro nunca saiu dos cofres do banco.

Leia mais em https://bit.ly/2PugLl8